Devocional

Dia 21: Filho de Noemi

Morreu Elimeleque, marido de Noemi; e ficou ela com seus dois filhos, os quais casaram com mulheres moabitas; era o nome de uma Orfa, e o nome da outra, Rute; e ficaram ali quase dez anos. Morreram também ambos, Malom e Quiliom, ficando, assim, a mulher desamparada de seus dois filhos e de seu marido.

Rute 1:3-5

 

Depois destas coisas, Noemi, a mulher desamparada, decide voltar para a sua terra. Despediu as duas noras também viúvas, para cada uma voltar para seus parentes, dizia ela: pelo menos podem se casar e não ficar dependendo da bondade do povo. Uma das noras, Ruth, decidiu ficar com Noemi e cuidou dela, e isso foi notório em toda a região: uma estrangeira cumprindo a tradição do povo, servindo a sogra e a Deus! Não acho que neste caso podemos dizer que “Deus mudou a sorte destas mulheres”. Indico que você leia todo o livro de Ruth, caso ainda não o tenha feito, pois é uma história espetacular! É uma forma de nos apropriarmos de que Deus conhece nosso caminho e nos guia para andar pelo caminho perfeito que já foi preparado por Ele.

 

 

As vezes estamos como Noemi; desamparadas, achando que tudo acabou, sem esperança por termos perdido tudo! Isso é o que vemos, porém não é o que Deus tem preparado:

 

 

Assim, tomou Boaz a Rute, e ela passou a ser sua mulher; coabitou com ela, e o Senhor lhe concedeu que concebesse, e teve um filho. Então, as mulheres disseram a Noemi: Seja o Senhor bendito, que não deixou, hoje, de te dar um neto que será teu resgatador, e seja afamado em Israel o nome deste. Ele será restaurador da tua vida e consolador da tua velhice, pois tua nora, que te ama, o deu à luz, e ela te é melhor do que sete filhos. Noemi tomou o menino, e o pôs no regaço, e entrou a cuidar dele. As vizinhas lhe deram nome, dizendo: A Noemi nasceu um filho. E lhe chamaram Obede. Este é o pai de Jessé, pai de Davi.

Rute 4:13-17

 

Vamos começar a orar? Pai, sabemos e reconhecemos que Tu és o nosso bem mais precioso e que através do relacionamento com nosso filhos podemos perceber o teu perfeito amor e bondade, pois assim olhamos para eles; com amor e bondade. Oramos para que este amor e bondade seja a forma de expressão de nossos filhos. Rejeitamos o egoísmo e egocentrismo na vida deles, ao contrário disso; que sejam dedicados em servir com amor e alegria. Que diligentemente sejam respeitadores e tenham compaixão. O primeiro mandamento com promessa diz que em honrando os pais tudo lhes irá bem, cumpre Senhor esta Palavra na vida dos nossos filhos. Que sejam prósperos, resgatadores, restauradores, consoladores! Suscitamos sobre eles a promessa em Isaías 58:12:

 

 

Os teus filhos edificarão as antigas ruínas; levantarás os fundamentos de muitas gerações e serás chamado reparador de brechas e restaurador de veredas para que o país se torne habitável.

 

 

E desta forma Senhor, não olhamos somente para o futuro da nossa família, mas sim para todo o teu reino e para esta nação! Como foi notório o comportamento de Ruth, seja notório o comportamento de integridade dos nossos filhos nesta Nação! Que assim seja, amém e amém! Continue esta oração na direção do Espírito Santo de Deus… e dizemos amém!

 

 

Pra Simone Martins

 

 

Por questão de segurança, em breve seus comentários serão avaliados e liberados por nossos voluntários de comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *