Devocional

Dia 23: Filho da Mulher de Samuel

Anteriormente ouvimos sobre Ana e seu filho Samuel. Não lemos na bíblia quando Samuel se casou e nem sabemos o nome de sua esposa. Os filhos descritos são:

 

O primogênito chamava-se Joel, e o segundo, Abias; e foram juízes em Berseba.

1 Samuel 8:2

 

Samuel morava em Ramá, mas costumava viajar pela região para julgar o povo, mas envelhecendo confiou a seus filhos a atribuição de julgar em Berseba. Não havia rei em Israel, e este episódio desencadeou o pedido do povo por um rei. Por que?

 

Porém seus filhos não andaram pelos caminhos dele; antes, se inclinaram à avareza, e aceitaram subornos, e perverteram o direito. Então, os anciãos todos de Israel se congregaram, e vieram a Samuel, a Ramá, e lhe disseram: Vê, já estás velho, e teus filhos não andam pelos teus caminhos; constitui-nos, pois, agora, um rei sobre nós, para que nos governe, como o têm todas as nações.

1 Samuel 8:3-5

 

Os filhos de Samuel não souberam lidar com a responsabilidade e autoridade a eles conferida. Certamente foram educados e ensinados na lei e na retidão, porém decidiram “julgar” por si mesmos. A Lei diz:

 

Também suborno não aceitarás, porque o suborno cega até o perspicaz e perverte as palavras dos justos.

Êxodo 23:8

 

Veja também Êxodo 18:21:

 

Procura dentre o povo homens capazes, tementes a Deus, homens de verdade, que aborreçam a avareza; põe-nos sobre eles por chefes de mil, chefes de cem, chefes de cinquenta e chefes de dez;

 

Homens de verdade, que aborreçam a avareza”; assim foi Samuel, e assim ensinou, mas seus filhos não o receberam; queriam mais!

 

 

Em oração vamos rejeitar o sentimento de avareza, que tem a ver com “querer muito e não deixar”, com apego e retenção. O próximo passo é acumular, então entra o suborno e em seguida a cegueira e perversão do juízo, ou seja; perde-se o senso do que é justo e honesto. Oremos ainda para que nossos filhos sejam generosos e equilibrados, sabendo julgar tudo o que se lhe apresentarem. Lembrando o que diz em Lucas 6:38; com a medida que medirmos seremos medidos!

 

 

dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos darão; porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também.

 

 

E enquanto orarmos, sondemos também os nossos corações!

 

 

Pra Simone Martins

 

 

Por questão de segurança, em breve seus comentários serão avaliados e liberados por nossos voluntários de comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *