Devocional

Dia 31: Filho da Viúva do Discípulo de Profeta

Certa mulher, das mulheres dos discípulos dos profetas, clamou a Eliseu, dizendo: Meu marido, teu servo, morreu; e tu sabes que ele temia ao Senhor. É chegado o credor para levar os meus dois filhos para lhe serem escravos.

2 Reis 4:1

 

Não se sabe o nome do profeta esposo desta mulher, nem o nome dela, tampouco a situação em que viviam. Fato é que tendo ele morrido a deixou endividada. Naqueles dias a mulher era responsabilidade do pai, depois do marido e caso este faltasse, dos filhos homens que deveriam sustenta-la. Pelo relato os dois filhos deveriam ser pequenos, sem idade para prover o sustento da família. Ela corre ao homem de Deus para que este dê a ela uma solução e seus filhos não sejam levados.

 

Eliseu lhe perguntou: Que te hei de fazer? Dize-me que é o que tens em casa. Ela respondeu: Tua serva não tem nada em casa, senão uma botija de azeite.

2 Reis 4:2

 

Imagino que todas nós em algum momento já ouvimos pregações ou lemos estudos sobre o grande milagre da multiplicação e providência de Deus na casa dessa mãe através da vida do profeta Eliseu. O texto também não fala porque havia um credor, ou que tipo de dívida foi contraída, mas temos um panorama:

 

 

Uma mulher sozinha, sem ter com quem deixar os filhos, uma casa com a despensa totalmente vazia senão por apenas um pouco de azeite, e uma dívida impossível de pagar; até parece os dias de hoje para muita gente. E nos dias de hoje qual seria a solução natural? Contrair mais dívida e ser escravizado! O endividamento “bate à porta”! Será que nós ou nossos filhos olhamos para nossa casa e respondemos como aquela mulher? – “Não temos nada em casa, senão…”  Sempre precisando de algo novo, algo melhor, às vezes até algo igual!

 

O rico domina sobre o pobre; quem toma emprestado é escravo de quem empresta.

Provérbios 22:7

 

Então, vamos orar? (Essa é uma sugestão de oração, continue, acrescente, ore conforme o Espírito de Deus te dá)

 

 

Pai, meu Pai, o Senhor é o provedor da minha casa, tudo o que precisamos vem de Ti, quer seja no espírito, nas emoções, na saúde ou nos bens; a medida certa vem de Ti. É sobre esta medida que eu oro agora, pois são tantas as vezes que meu filho ou eu pensamos que não temos o que precisamos e até dizemos que não temos nada, senão só um pouco… sei que pecamos pensando assim, pois é ingratidão….  Pai, sob o olhar do profeta Eliseu ele viu a providência. Queremos ver assim também Pai, quero que meu filho veja assim também; olhando tudo o que temos, tudo o que o Senhor nos dá como algo de muito valor e além disso algo que pode ser multiplicado …  que pode ser transformado. Pai, sei que há diferentes formas de necessidades e que cada família tem um parâmetro diferente, que as necessidades na minha casa podem ser irrisórias para outra família bem como as de outra família pode ser irrisória para mim. Portanto, tudo que peço agora é que minha família veja com olhos de Eliseu o grande bem que temos em Ti. Senhor, nós rejeitamos toda ou qualquer forma de endividamento que venha nos aprisionar e escravizar. Um pouco de azeite (unção); Tua presença é tudo o que minha casa precisa, pois de Ti virá todo o sustento. Que seja assim na minha casa e na casa do meu filho perpetuamente, em nome de Jesus, amém!

 

Pra Simone Martins

 

 

Por questão de segurança, em breve seus comentários serão avaliados e liberados por nossos voluntários de comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *