Devocional

Dia 33: Filho da Mulher de Jó

No capítulo 1 de Jó, lemos sobre seus filhos que iam às casas uns dos outros e faziam banquetes, … Decorrido o turno de dias de seus banquetes, chamava Jó a seus filhos e os santificava; … pois dizia: Talvez tenham pecado os meus filhos e blasfemado contra Deus em seu coração. Assim o fazia Jó continuamente. (Jó 1:4,5)

Vemos ele perder tudo o que tinha; os seus 10 filhos no mesmo dia e depois a sua saúde. Os textos, porém, contam que mesmo assim, Jó não blasfemou contra Deus! Mas, sua mulher, não fez o mesmo:

 

Então, sua mulher lhe disse: Ainda conservas a tua integridade? Amaldiçoa a Deus e morre.

Jó 2:9

 

Precisamos ir na casa de Jó para entender o ponto de vista de cada um. Vamos lá?

  • Jó usufruía do bem de Deus, íntegro, adorava a Deus continuamente e com temor santificava a si e seus filhos.
  • Os filhos de Jó usufruíam do bem de Deus, se reuniam para festejar, por insistência do pai vinham a ele para que este os santificasse.
  • A esposa de Jó usufruía do bem de Deus.

 

Diante da crise vemos Jó adorandoe tirando dela um resultadoEu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te veem. (Jó 42:5). Só quem tem um relacionamento com Deus passa pela crise esperando Nele. Veja que impressionante como Deus se refere a Jó ao profeta Ezequiel:

 

Veio ainda a mim a palavra do Senhor, dizendo:

Filho do homem, quando uma terra pecar contra mim, cometendo graves transgressões, estenderei a mão contra ela, e tornarei instável o sustento do pão, e enviarei contra ela fome, e eliminarei dela homens e animais; ainda que estivessem no meio dela estes três homens, Noé, Daniel e, eles, pela sua justiça, salvariam apenas a sua própria vida, diz o Senhor Deus.

Ezequiel 14:12-14

 

Todos os filhos morreram, portanto não temos como saber de que forma reagiriam diante da crise, porém, se Jó temia que blasfemassem contra Deus em tempos de festa, logo podemos pensar que agiriam como a mãe: com revolta.

 

 

Saindo da visita à casa de Jó, por aqui, nos dias de hoje, nos deparamos também com filhos revoltados toda vez que se lhe tiram algo, ou quando não ganham algo, ou ainda, simplesmente quando não tem a resposta que esperam. Rapidamente começam a reclamar de Deus e dos seus desígnios, e como a mulher de Jó até dizem que não vale a pena servir a Deus!

 

 

A sugestão de oração por nossos filhos é que sejam firmes, constantes e inabaláveis, independente do que estão vivendo; com ou sem crise. Que sirvam o Senhor por amÁ-Lo e não pelas coisas que Ele pode dar e manter. Que jamais blasfemem contra Deus, quanto ao Seu poder, Sua justiça, Seu amor e especialmente contra a preciosa salvação com que nos salvou. Aproveite para dar graças a Deus pois Ele não muda, apesar dos corações inconstantes com que muitas vezes nos apresentamos diante Dele. O Senhor é imutável;

 

Ele é o mesmo ontem, hoje e eternamente.

Hebreus 13:8

 

Pra Simone Martins

 

 

 

Por questão de segurança, em breve seus comentários serão avaliados e liberados por nossos voluntários de comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *