Devocional

Dia 12: Filhos de Asenate

Antes de chegar a fome, nasceram dois filhos a José, os quais lhe deu Asenate, filha de Potífera, sacerdote de Om. José ao primogênito chamou de Manassés, pois disse: Deus me fez esquecer de todos os meus trabalhos e de toda a casa de meu pai. Ao segundo, chamou-lhe Efraim, pois disse: Deus me fez próspero na terra da minha aflição.     

Gênesis 41:50-52

 

Asenate, mulher egípcia casou-se com José, homem hebreu, ontem escravo e prisioneiro, hoje o segundo maior do Egito! A bíblia não nos conta como costumes e crenças diferentes possam ter sido um problema para esta mãe, pois até parece que não foram. Quando José levou os filhos para Jacó os abençoar segundo o costume hebraico percebemos que José não deixou a sua crença:

 

Vendo José que seu pai pusera a mão direita sobre a cabeça de Efraim, foi-lhe isto desagradável, e tomou a mão de seu pai para mudar da cabeça de Efraim para a cabeça de Manassés.

Gênesis 48:17

 

Há poucos relatos da atuação de Asenate nesta história, porém isso não anula a importância desta mãe em Israel, pois tendo requerido seus filhos, Jacó fez dela mãe de duas tribos! O nome dado aos seus filhos remete ao perdão e ao renovo.

 

 

Deus é vida! Enquanto há vida há esperança de mais vida!

Nos alegramos quando plantamos e vemos vida!

Nos alegramos quando nascem os filhotes e vemos vida!

Quando nascem os filhos então: Que vida! Esperança, renovo e muitas expectativas; um novo ciclo!

 

 

A inspiração para nossa oração de hoje está no Perdão.

Sabemos que na trajetória da vida não conseguimos impedir que nossos filhos sejam feridos, oremos para que o perdão os acompanhe. Que sejam “livres” como José foi, movidos por um “ coração perdoador”

 

o Anjo que me tem livrado de todo mal, abençoe estes rapazes; seja neles chamado o meu nome e o nome de meus pais Abraão e Isaque; e cresçam em multidão no meio da terra.     

Gênesis 48:16

 

 

Pra Simone Martins.

 

Por questão de segurança, em breve seus comentários serão avaliados e liberados por nossos voluntários de comunicação.

 

3 comentários em “Dia 12: Filhos de Asenate”

  1. Estudo muito forte ao nosso coração pois nos leva a ensinar aos filhos que mesmo diante de situações difíceis em nossa infância, devemos sempre perdoar e não retribuir com vingança . O Perdão liberta 😇

  2. simone cristina martins

    Sim, o perdão é libertador e oferece um fluxo livre para recebermos a presença do Senhor num relacionamento de diálogo sobrenatural! Aleluia!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *