Devocional

Dia 27: Filho de Bate-Seba

 Bate-Seba foi a esposa de Urias desejada por Davi e do adultério teve o primeiro filho do rei, que morreu:

 

Então, Davi veio a Bate-Seba, consolou-a e se deitou com ela; teve ela um filho a quem Davi deu o nome de Salomão; e o Senhor o amou.

2 Samuel 12:24

 

Depois da morte de Davi, Salomão reinou em seu lugar, e foram 40 anos o tempo do seu reinado. Salomão fez coisas impressionantes e maravilhosas engrandecendo, alargando e enriquecendo o reino.

 

Deu também Deus a Salomão sabedoria, grandíssimo entendimento e larga inteligência como a areia que está na praia do mar.

1 Reis 4:29

 

A sabedoria de Salomão deixou para nós a contribuição de Salmos, Provérbios e o livro de Eclesiastes. Porém não foi suficiente para que não caísse em tentação e se distraísse:

 

Tinha setecentas mulheres, princesas e trezentas concubinas; e suas mulheres lhe perverteram o coração. Sendo já velho, suas mulheres lhe perverteram o coração para seguir outros deuses; e o seu coração não era de todo fiel para com o Senhor, seu Deus, como fora o de Davi, seu pai.

1 Reis 11:3-4

 

No fim de sua vida, Salomão reconhece que foi “tudo vaidade”, mas esta atitude tirou de sobre ele o reinado deixando apenas uma pequena parte porque o Senhor disse: “por amor de Davi meu servo não o tirarei! ” 1Re.11-13.

 

As delícias das conquistas, das facilidades, das curiosidades, das descobertas distraíram Salomão a tal ponto, que não percebeu que seu coração se afastou de Deus, e que Deus deixou de ser o primeiro para ele.

 

Eu te convido em oração a olhar e sondar o seu caminho e de sua casa, olhar para nossos filhos e para nós mesmas: distraídos com tantas tarefas, atividades, responsabilidades, curiosidades, aprendizados, novidades; vaidades! É claro que desejamos e oramos por filhos aos pés do Senhor Jesus, apaixonados, devotados, verdadeiros servos, mas será que nós o somos? Costumamos dizer aos outros e a nós mesmas “Deus sabe” tentando validar a ociosidade espiritual que no fim, gera o adultério. A infidelidade espiritual do povo é comparada ao pecado de adultério no livro de Oséias, veja o capítulo 2, verso 5:

 

 

Pois sua mãe se prostituiu; aquela que os concebeu houve-se torpemente, porque diz: Irei atrás de meus amantes, que me dão o meu pão e a minha água, a minha lã e o meu linho, o meu óleo e as minhas bebidas.

 

 

É maravilhoso receber dons e ser cumulados de bênçãos do Senhor, devemos busca-los e são para nós: pois Ele mesmo nos diz: – Se quiserdes e me ouvirdes, comereis o melhor desta terra. Is. 1:19”

Mas se estas coisas ou “essas vaidades” forem nos tirar ou a nossos filhos da presença de Deus, é melhor não as ter! Ainda em oração peça ao Senhor para revelar se há alguma “vaidade” que não percebeu.

 

 

Pra Simone Martins

 

 

Por questão de segurança, em breve seus comentários serão avaliados e liberados por nossos voluntários de comunicação

1 comentário em “Dia 27: Filho de Bate-Seba”

  1. Muito propício esse estudo sobre Salomão. Precisamos orar pelas amizades e futuros pretendestes de nossos filhos pois vemos como eles são levados a sair da presença dos valores e princípios divinos por causa de amigos e namoros .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *